Melhor primer que já usei: Pós-barba Nivea

primer balsamo pos barba nivea

primer loção pos barba nivea Sempre tive problema com primers, já usei testei várias marcas, mas mesmo assim não me sentia 100% satisfeita. Então, vendo os tutoriais da Nikkie Tutorials (http://www.nikkietutorials.com/site/), decidi testar a loção pós-barba para pele sensível que ela usa como primer. Para a minha surpresa, eu encontrei a mesma loção que ela usa na farmácia perto da minha casa.

Estou encantada com o resultado deste primer na pele! O que me incomoda nos outros primers é que eles são como uma maquiagem, funcionam disfarçando os poros devido ao efeito óptico dos silicones. Já a loção pós-barba da Nivea, além de formar um filme que disfarça os poros, dá para sentir um diminui os poros, pois tem um efeito levemente adstringente. A gente fica com uma sensação de frescor na pele e não com a sensação de pele sebosa!

Eu usei das seguintes maneiras:

1 – loção pós-barba + base

2 – hidratante + loção pós-barba Nivea + base

3 – filtro solar 70 (bem pesado) + loção pós-barba Nivea + base

Achei que a minha pele ficou melhor do que quando uso outros primers, mas a melhor forma foi a primeira: só o primer e a base. A formulação desta loção permite que ela seja usada como hidratante, pois ela forma um filme na  pele e possui extrato de flor de camomila e vitamina E. Como ela não foi testada em relação ao efeito comedogênico, pois não tem nada no rótulo a respeito, acho que deve ser usada com cautela por pessoas com acne. Na formulação, há um ingrediente que é considerado muito comedogênico (isopropyl palmitate), mas como a loção possui ativos que poderiam minimizar a acne (extrato de flores de camomila e piroctone lamine), pode ser que não cause acne. Na minha pele que é mista, não percebi nenhuma alteração.

Essa loção Nivea também tem na formulação a maltodextrina e um amido de mandioca (tapioca starch), por isso ela forma um filme que permite que os poros além de contraídos, fiquem disfarçados! Como um primer mesmo!!!

Só não gostei de duas coisas: a embalagem e o cheiro! A loção vem em frasco de vidro sem nenhuma válvula e o aroma é masculino. Mas como é um produto para homens, não tinha como ser diferente! Uma boa ideia seria trocar a embalagem em casa e, quanto ao cheiro, não incomoda por ser bem suave.

A melhor parte é o preço, a loção custa por volta de 25 reais e vem 100 mL!!! Antes de descobrir esta loção, eu estava usando o primer da Benefit ou o da Smashbox, que custavam bem mais caros… Agora eu vou ficar só com esse, acho que vale muito a pena!  O bom seria se Nivea mudasse a essência e a embalagem e vendesse como um primer mesmo!

Quem já testou, me conta!

Bjs

 

 

 

Como preparar chá

como se preparar chaO preparo de chás requer alguns cuidados para se extrair e, ao mesmo tempo, preservar o aroma e as substâncias responsáveis por suas propriedades terapêuticas. Dependendo da planta, deve-se escolher um método para preparar a bebida. Já vi pessoas que sempre preparam da mesma forma: jogam tudo na panela com água e deixa ferver! E não é bem assim, cada plantinha (ou parte dela) deve ter um tratamento especial para produzir o melhor chá possível!

Segue os métodos de preparo de chás:

Infusão: esperamos a água começar a ferver (quando aparecem as primeiras bolhinhas), vertemos a água em cima da planta seca ou fresca, depois abafamos com um pratinho e é só esperar alguns minutos. Eu prefiro abafar com um pratinho, pois acho que segura melhor os óleos essenciais do que um tecido. Eu já vi um trabalho que era sobre isso e o perfil dos óleos essenciais era bem melhor com um prato do que quando se usava o tecido. Este método de preparo é o mais adequado para folhas, flores e frutos, que são as partes que mais possuem óleos essenciais responsáveis pelo aroma da planta. O nome correto da bebida produzida é infuso, apesar de chamarmos popularmente de chá.

Decocção:  colocamos a planta na panela com água e deixamos ferver por alguns minutos. Esta forma é melhor para as partes mais duras da planta, que são mais difíceis de extrair, tais como caule, casca e raiz. A bebida produzida é chamada de decocto! Para preparar um chá de canela, esta é melhor maneira! Apesar da canela possuir os óleos essenciais que dão aquele cheirinho característico, ela é muito dura e vai ser extraída com mais eficiência por decocção. Caso a bebida a ser preparada seja uma mistura folhas e canela, por exemplo, pode-se fazer decocção com a canela e depois fazer a infusão com a folhas.

Fiz um post sobre o chá de hibisco (aqui) e lá eu disse que a maneira mais correta é a infusão, pois o hibisco possui antocianinas que são degradadas mais facilmente com temperatura. As antocininas das frutas são mais sensíveis ainda! Portanto, na hora de preparar chás com frutas, flores ou folhas, já sabem: infusão!

Então é isso! Se quiserem comentar, fiquem à vontade!

Bjs

 

 

Chá de hibisco

cha de hibisco

 

Conheci o hibisco há alguns anos atrás, ele estava longe de entrar na moda… Nesta época, ele era tão sem glamour que era comum ele entrar em blends de chá de “frutas vermelhas” ou “flores e frutas” e o nome dele nem aparecer em destaque na embalagem, só aparecia no ingredientes. Mas dava para perceber que ele estava lá pela sua cor vermelha, já que ele é rico em antocianinas.

O hibisco usado para fazer o chá é o Hibiscus sabdariffa, da família Malvacea, ele é parente próximo do quiabo, não é aquele ornamental vermelho muito encontrado em jardins (Hibiscus rosa- sinensis). Sua flor é como o da imagem acima, mas há variedades com. O chá é feito com as sépalas da flor que são desidratas e vendidas no mercado, esta parte é mais rica em antocianina. Tenho visto algumas embalagens no comércio que está escrito que a parte usada são flores e me parece que são pétalas, o que me deixa desconfiada se é o hibisco certo.

O hibisco é riquíssimo em substâncias antioxidantes, como as antocianinas, que são flavonoides de cor vermelha. Além das antocianinas, possuem outras substâncias interessantes, tais como: outros flavonoides (quercetina, kaempferol), ácidos orgânicos e vitamina C.

hibisco sepalasHoje em dia, ele está sendo muito usado como auxiliar no emagrecimento, mas ele é tradicionalmente conhecido por outras atividades biológicas já bastante estudadas pelos pesquisadores.

 

Atividades do hibisco que já foram comprovadas em testes clínicos (com pessoas):

  • diminuição da pressão arterial
  • diminuição do nível de triglicérides
  • diminuição do nível de colesterol total (apenas um estudo com cápsulas de extrato de H. Sabdariffa nas refeições)
  • diurético

As atividades antioxidante e antinflamatória também foram observadas em ensaios clínicos, mas com menor efeito se comparados com os estudos in vivo e in vitro.

Atividades observadas em estudos in vivo (animais) e in vitro: antiespasmódico (útero), antimicrobiana, antinflamatória, antioxidante, diurética, anticolesterol (diminui LDL, triglicérides e colesterol total), entre outras mais.

Há alguns estudos in vivo relacionando o hibisco à perda de peso, mas ainda não há estudos clínicos (com pessoas), apesar da moda  para a perda de peso. Como auxiliar no emagrecimento, o hibisco pode atuar nas condições associadas à obesidade, como a hiperlipidemia. Os mecanismos de ação do hibisco no emagrecimento estão sendo estudados, os possíveis mecanismos do extrato de hibisco são: atuação na adipogênese e inibição da enzima α-glucosidade e α-amilase, o que dificultaria a absorção de açúcar e amido.

O hibisco mostrou boa toxicidade aguda, o que significa que dificilmente alguém vai se intoxicar se ingerir grandes quantidades de chá de hibisco de uma vez!!! Mas, a longo prazo, deve-se tomar cuidado! A ingestão crônica de grande quantidade de extrato de hibisco a por muito tempo pode ser tóxico para o fígado (acima de 3g de extrato seco por Kg de peso corpóreo por mais de 3 meses). Uma recomendação que eu li que é que a ingestão segura seria de 2,2 g de cálice seco por dia para uma pessoa de 70 Kg.

A melhor forma de preparar o chá de hibisco é por infusão: adiciona-se a água quente ao hibisco seco e abafa (um pratinho em cima da panela). As antocininas de flores são mais estáveis que as de frutas, mas mesmo assim deve-se evitar ferver o hibisco (decocção) para não degradá-las, bem como outros compostos sensíveis à temperatura.

Pode ser que eu tenha esquecido alguma coisa importante… Deixem sugestões e comentários!

Bjs