Creme para prevenção de estrias

O que eu usei na gravidez: Mustela, Materskin e óleo de amêndoas

Já fiquei grávida duas vezes e sei como é ficar preocupada com o barrigão. Quando a gente acha que a barriga já está enorme, ainda vai crescer mais! Então vou falar um pouco sobre creme para estrias e compartilhar o que eu usei nesta gravidez.

Mas o que os cremes formulados para prevenção de estrias têm de tão especial?

Na minha opinião, tem dois pontos importantes a respeito destes cremes.

Primeiro: eles possuem formulação desenvolvida especialmente para uma situação em que a pele se estica de forma rápida e intensa, ou seja, possuem mais ativos para impedir o surgimento de estrias nestas fases. Portanto, estes cremes podem ser usados não só durante a gestação, mas em outras situações em que a pele é mais “exigida”, como no ganho rápido de peso (ou músculos!) ou em fase de crescimento rápido. É muito comum surgirem as primeiras estrias na adolescência, foi nesta fase que eu aprendi o que eram estrias! A partir daí comecei usar loção hidratante diariamente e não apareceram outras mais novas…

O segundo ponto, é em relação à segurança que o creme oferece para a gestante. A indústria escolhe os ativos mais eficazes, mas também seguros. Se a grávida resolve utilizar um creme rico em ativos para prevenção/tratamento de estrias, mas que não foi formulado especialmente para gestantes, ela corre o risco de utilizar uma formulação com ativos relacionados a efeitos danosos para o bebê (teratogenicidade e aborto). Um exemplo, é a cânfora que é muito comum em formulações para aliviar pernas cansadas. Ela não é indicada para gestantes, pois em estudos com administração de cânfora por via oral em animais, foi observado efeito abortivo, por isso não é recomendada para formulações para gestantes. E, assim como a cânfora, outros ativos não são indicados para uso durante a gestação.

Linha Umiditá
Linha Umiditá

Nesta última gravidez, eu usei três produtos: o Materskin da Biolab, o creme da linha Mustela e óleo de amêndoas puro (de farmácia de manipulação). Há 10 anos atrás, na minha primeira gravidez, eu engordei 25 Kg (e não me orgulho disso!) e usei apenas Materskin e óleo de amêndoas à noite e não tive nenhuma estria na barriga. Eu gostava de passar o óleo naqueles momentos da coceira… Desta vez, eu usei também o Mustela, pois consegui comprá-lo mais barato e achei que o Materskin estava bem caro. Acho que os dois são excelentes: possuem aroma suave, boa espalhabilidade e deixam a pele muito hidratada! Gostaria de ter testado o creme da linha Umiditá da Libbs, mas não deu tempo, o bebê nasceu antes de conseguir compra-lo. Achei a linha bem interessante, principalmente o creme gel para pernas cansadas, pois é difícil conseguir um creme seguro com esta finalidade. Vou ver se encontro o creme pós-parto para testar e depois eu conto o que achei!

 

Abraços a todas e espero não decepcioná-las neste novo recomeço!

Voltei!

gravidez

Estive alguns meses fora do blog e, quando eu vi o número de acessos, fiquei morrendo de vergonha. Sinto que desapontei alguém…

Primeiro de tudo, peço desculpas! Falta minha…

Mas agora vou me explicar: eu comecei a me sentir muito cansada e acabei descobrindo que estava grávida. E esta gravidez foi bem diferente da minha primeira. Eu me sentia muito cansada e não conseguia fazer nada depois do trabalho. Chegava em casa morta e não conseguia tempo e energia para escrever no blog. Depois vieram algumas complicações que me obrigaram a repousar após o trabalho, depois veio o repouso absoluto e agora estou com uma bebê linda de 1 mês e meio. Estou me sentindo muito bem e disposta para voltar a escrever no blog!

E, para inaugurar a minha volta, vou começar falando dos cremes para prevenção de estrias que eu usei durante a gravidez (aqui).